namoro snoop dogg e martha stewart

Uma mulher que cresceu com uma das doenças mais raras do mundo lutou contra todas as probabilidades de comemorar seu 30º aniversário.

Paula Curry superou a maioria dos cânceres - que ela foi diagnosticada com 9 semanas de idade - meningite e pneumonia.

O homem de 30 anos, de Wallsend, tem síndrome de deleção D - uma situação tão incomum que os especialistas conhecem apenas cerca de 50 casos em qualquer parte deste planeta.

Paula, seu pai e sua mãe Anne e Paul mal saíram de casa desde março, pois estão se protegendo durante a pandemia de Covid-19.

Mas a família estava em posição de comemorar o marco miliário de Anne em 30 com uma ocasião de confinamento para 3, com alguns dos companheiros de Paula parados na garagem para entregar presentes e jogar cartas.

Ao chegar ao 30º aniversário de Paula, Anne, 65, mencionou: Estamos muito, muito gratos - na verdade, completamente satisfeitos.

Ela me provou um caminho distinto, não levamos nada sem consideração.

filme de referência de Ashley Greene 2020

Ela não pode passear ou discutir, no entanto, ela me fez amigos e conhecidos extras do que qualquer pessoa que eu conheço.

Paula, ex-aluna da Escola Percy Hedley, foi reconhecida com uma disfunção genética incomum, o que implica que ela não tem metade de seu DNA, depois de ser levada às pressas para o hospital com bronquiolite com apenas oito semanas de idade.

Às 9 semanas, ela lutou contra um retinoblastoma - um olho que se elevava rapidamente na maioria dos casos de câncer que a deixava com visão parcial - e teve que passar por 20 dias de radioterapia.

onde foi filmado o grande exército

Aos três anos, a meningite afirmou que a fala restrita que ela havia desenvolvido e reduziu a audição pela metade, e antes dos seis anos de idade ela teve um surto de pneumonia.

Mas, graças ao trabalho dedicado de sua casa, apoiado por médicos, enfermeiras, professores e equipe social, Paula atingiu um marco esta semana que Anne admite que às vezes parecia um sonho inimaginável.

Eu perguntei ao professor que cuidou dela se havia expectativa de vida, porém com ela tendo um sintoma tão incomum, ele mencionou ‘ela vai viver sua expectativa de vida’, ela mencionou.

Paulie Calafiore Cara Maria

Ela sempre quis a ajuda do NHS e é uma pontuação de crédito para eles o fato de ela estar aqui mesmo.

Eu simplesmente preciso agradecer a todos que forneceram cuidados gloriosos nos últimos 30 anos.

Paula continua incapaz de passear ou discutir, e tem que ser alimentada por um tubo direto em seu abdômen - mas isso não impede seu sorriso, ou seu amor pela música.

Anne mencionou: Ela tocou tantas vidas e introduziu muita felicidade nas nossas.


fornecimento: https://www.chroniclelive.co.uk/information/north-east-news/woman-who-grew-up-one-19772751

Categorias: Hulu Netflix Hollywood