Martin Birch, o produtor musical britânico cujos créditos incorporam álbuns de Iron Maiden, Deep Purple, Whitesnake e Black Sabbath, morreu. Ele tinha 71 anos.

A notícia de sua morte foi revelada pelo frontman do Whitesnake, David Coverdale, no Twitter em 9 de agosto. A razão para a morte ainda é desconhecida.

É com um coração muito pesado que eu simplesmente verifiquei que meu caro amigo e produtor Martin Birch me entregou ... Coverdale twittou. Martin foi uma grande parte da minha vida ... servindo para mim desde o primeiro momento em que nos conhecemos até Slide It In ... Muitas idéias e orações para sua família, amigos e seguidores ...

É com um coração muito pesado que eu simplesmente verifiquei que meu caro amigo e produtor Martin Birch me entregou ... Martin foi uma grande parte da minha vida ... servindo para mim desde o primeiro momento em que nos conhecemos até Slide It In … Mt ideias e orações para sua família, amigos e seguidores… pic.twitter.com/J4UyDiG9zR

- David Coverdale (@davidcoverdale) 9 de agosto de 2020

O vidoeiro nascido em Surrey começou sua profissão no final dos anos 1960 como engenheiro, envolvido em gravações para Jeff Beck, Fleetwood Mac (Kiln House Bare Trees), Deep Purple (In Rock Machine Head) e Rainbow (Rising Long Live Rock 'n Roll ) Um artesão com o conhecimento inicial de gravação, ele habilmente capturou a vitalidade das bandas habituais e da amplificação alta, servindo para criar gravações claras e direcionadas que introduziram uma nova energia para o rock pesado da década de 1970 devido às bordas do rock psicológico da década de 1960 luz de distância.

Conhecido por um método de médio porte que favorecia guitarras, Birch, cujo apelido era Diretor, se transformaria em talvez o melhor reconhecido por sua passagem de 11 anos no Iron Maiden, servindo como produtor e engenheiro de informações canônicas como Killers, 'Number of The Besta, pedaço de mente e em algum lugar no tempo. Ele adotou o sucesso desses lançamentos com o trabalho no álbum Saints & Sinners do Whitesnake, de 1982, que incluía o modelo único do futuro single Here I Go Again. A música pode ser regravada em 1987 e atingiu o primeiro lugar na parada Billboard Hot 100.

As colaborações de longo prazo de Birch prolongaram o passado de Maiden e Whitesnake para trabalhar com diferentes artistas metálicos como Rainbow e Deep Purple, o último que levou Birch a dirigir dois álbuns do Black Sabbath, Heaven and Hell e Mob Rules.

Embora tenha se aposentado em 1992, Birch foi um participante fundamental no lançamento de uma segunda onda de metal britânico na década de 1970 e nos anos 80, quando o estilo dominou globalmente.

Fonte Martin Birch, produtor do Iron Maiden e do Whitesnake, morre aos 71 anos