Joanna Gaines é capaz de contar toda a realidade sobre sua vida, chocando os seguidores com a informação de que ela lançará rapidamente seu primeiro livro de memórias solo. Depois de uma ascensão meteórica à fama em “Fixer Upper” da HGTV, co-estrelando o marido Chip, e o lançamento de sua própria comunidade de TV Magnolia, a mãe de 5 filhos diz que o mundo, no entanto, não conheceria absolutamente a verdadeira Joanna Gaines, então ela está se transformando suas entradas de diário privado dos 12 meses anteriores diretamente em um guia que seu escritor chama de “profundamente fraco”.



“The Stories We Tell” provavelmente será lançado pela Harper Collins em 8 de novembro de 2022.

Gaines revela por que decidiu “reescrever” sua história

Gaines compartilhou informações de seu próximo livro de memórias por meio de duas postagens de mídia social na manhã de 16 de agosto de 2022, juntamente com uma revelando a colcha de 'The Stories We Tell'. No envio oposto, ela carregou uma fotografia de seu manuscrito concluído dentro de uma pasta de arquivo cinza e escreveu que estava enviando sua história para a impressora.

“No início destes 12 meses, comecei a anotar lembranças e histórias do meu passado, diário sobre problemas que eu era, mas anos depois, tentando trabalhar através”, escreveu ela. “Metade da minha vida ficou para trás e eu estava ansioso para ler o que deveria levar adiante e a maneira como poderia manter este capítulo subsequente adequadamente.”



“Em algum nível, percebi que costumava escrever uma narrativa – minha história”, continuou Gaines. “Os pedaços e itens que formam quem eu sou. Era confuso, sinuoso e delicioso, e graciosamente revelou cerca de um milhão de maravilhas. Alguns deles quebraram meu coração – e alguns deles de novo coletivamente.”

A estrela indicada ao Emmy acrescentou que está “se sentindo um pouco de todas as peças: nervosa, animada, fraca, mas em grande parte esperançosa” em relação ao lançamento do guia.

Gaines diz que reescrever sua história a ajudou a 'se libertar'

Gaines também revelou um rápido envio de blog em 16 de agosto, revelando que mergulhar profundamente nas experiências que formaram quem ela é a ajudou a “romper” das suposições e inverdades que ela se acostumou a ouvir – e até acreditar – sobre si mesma.



Ela escreveu: “A única solução para romper foi reescrever minha história. Porque uma coisa acontecia cada vez que minha caneta parava: era como se minha alma estivesse voltando ao meu físico. Como os elementos mais profundos de mim que foram derrubados e abafados por toda a porcaria, deixei o mundo me persuadir sobre quem eu era aqui novamente no chão.”

Gaines diz que está ciente dos elementos de sua história e as opiniões não podem ressoar com todos os leitores, mas espera que eles descubram o chão comum.

Ela escreveu: “Porque essa é a minha história, talvez você nem sempre se relacione, ou talvez realmente pareça que você está tentando no espelho. O que quer que tenhamos agora em geral e não importa as variações entre nós, espero apenas que minha história ajude a iluminar o que há de melhor na sua.”

Gaines já é uma escritora de sucesso, com seis livros em seu currículo. A primeira – uma autobiografia que ela escreveu com o marido Chip, The Magnolia Story – superou o recorde de best-sellers do New York Times em novembro de 2016, apenas 10 dias após seu lançamento. Os fãs agora podem pré-encomendar “The Stories We Tell” de todas as principais livrarias.

brad pitt uso de drogas