Não há como escapar que as alegações feitas na entrevista são extraordinariamente severas. Meghan diz que em seu tempo como membro da família, ela experimentou idéias suicidas e {que} um membro da realeza sênior tinha conversas racistas sobre a cor dos poros e da pele de seu filho. Harry falou da escassez de ajuda e compreensão para o preço que a vida real teve sobre o bem-estar psicológico do casal, e acrescentou que as agressões que sofreram na mídia podem ter vindo de dentro do estabelecimento. a entrevista pinta a imagem de um estabelecimento antiquado, cuja falta de flexibilidade o deixou incapaz de acomodar as pessoas que passam por desafios totalmente regulares para as figuras públicas do século XXI. Dadas as alegações em 2018 de que a união dessas duas pessoas representou um grande passo à frente na modernização da família mais conhecida do planeta, isso pode ser uma tragédia, dizem os observadores. Harry e Meghan foram superestrelas que podem ter sido um fator tão construtivo para a família na modernização, diz Kate Williams, uma historiadora real número um e professora de engajamento público com o passado histórico na Universidade de Reading do Reino Unido. O fato incontestável de que é claro pela entrevista que eles sentiram que não tinham escolha, no entanto, para partir porque a família não os ajudou sobre o abuso racista e claros problemas de bem-estar psicológico podem ser muito preocupantes. Esta narrativa sem dúvida será uma característica de muitos dos comentários pós-entrevista - e deve ser uma preocupação real para os parentes de Harry novamente no Reino Unido. Embora possa haver grande ajuda pública para a rainha Elizabeth e a monarquia que ela lidera no momento, a questão do que virá depois dela na Grã-Bretanha contemporânea tem que ser essencialmente examinada em qualquer elemento. Falando de maneira geral, ajude a monarquia e ajude o correlato da Rainha, afirmou Joe Twyman, diretor da consultoria de opinião pública Deltapoll. No entanto, ele calcula que a Rainha, ao contrário de muitos membros diferentes da família, é quieta e quase nunca dá sua opinião sobre algo. É possível que muitos monarquistas conservadores e tradicionalistas não fiquem tão satisfeitos com a ascensão de Carlos ao trono. O Príncipe de Gales falou em público sobre questões ambientais e mudanças climáticas locais, e está a quilômetros de distância que os partidários de sua mãe calada mudarão de afeto. O que poderia ser uma prioridade muito maior para a família, particularmente no que diz respeito a esta entrevista, é o que as gerações mais jovens consideram a monarquia. Entre os jovens, a ajuda de Meghan é quase o mesmo que a ajuda da Kate mais convencional, em comparação com os britânicos mais velhos que não gostam muito de Meghan, disse Twyman. Embora não saibamos se isso é um fator de idade ou coorte e essas pessoas possivelmente se tornariam extremamente conservadoras à medida que envelhecem, é totalmente viável que a tecnologia que pensa que a realeza deveria manter a boca aberta e não falar sobre pontos como os direitos das meninas e o bem-estar psicológico vão morrer. Para pessoas de uma tecnologia segura, o conceito de se curvar para sua avó cada vez que você a vê simplesmente porque ela é a Rainha parece insano. Que questões foram levantadas, o casal afirmou, sobre a cor dos poros e da pele de seu filho antes de ele nascer pode ter penalidades após uma catástrofe de relações públicas para a realeza. O monarca britânico é no momento chefe de estado de muitas nações da Commonwealth, um golpe diplomático para o Reino Unido. Sabemos que alguns membros da Commonwealth pretendem tirar o monarca [britânico] como chefe de estado assim que Elizabeth for se foi, declarou Williams. Em muitas nações da Comunidade Britânica, o passado colonial da Grã-Bretanha já é um comprimido difícil de engolir. Meghan abordou isso diretamente na entrevista, descrevendo como ela pensava que ela e o filho de Harry forneceriam uma vantagem adicional para o pessoal da Comunidade. Quão inclusivo é isso, que você pudesse ver alguém que se parece com você nesta família, afirmou ela. A CNN solicitou comentários à família real. Para outros, no entanto, o fato incontestável de que a raça de Meghan tinha sido um assunto tão distinto quando ela se juntou à família real é uma indicação de que as reivindicações de uma monarquia modernizadora foram desejáveis, considerando, na melhor das hipóteses. Pessoalmente, acredito que é realmente um fator excelente, porque revela que cada um, o barulho em torno da cerimônia de casamento, sendo um ótimo segundo para a família real se tornar extremamente inclusivo, foi totalmente infiel, diz Kehinde Andrews, professor de pesquisa negra na City University, Birmingham. É revelado de maneira simples a maneira pela qual o racismo existe na sociedade britânica e o quão fechada é a família real. Silenciar e manter a imagem é mais vital do que fazer algo que realmente importa. Se a família real deseja manobrar a partir disso, então deve passar por um intervalo de reflexão e levar as reivindicações feitas por seus parentes severamente. Se o sistema deseja evitar as experiências irrelevantes em uma Grã-Bretanha diferente e moderna, então deve considerar novamente as afirmações feitas sobre a recepção de Meghan em 2018. O que é importante agora é que eles não engavetem o conceito meio dentro, meio fora de que Harry e Meghan propuseram inicialmente. Em 2021, estamos realmente dizendo que Royals menores extras podem ser apenas backups de William e Kate? Se a família e os cortesãos não conseguem ver que uma família como a dos Sussex é um fator construtivo aos olhos do público, isso tem uma desvantagem gigantesca, afirmou Williams. Do ponto de vista de relações públicas, esta entrevista é esmagadora para The Firm, como a família real é geralmente conhecida como. Embora não tenhamos ouvido os diferentes aspectos da história, o fato incontestável de que dois membros da realeza de alto nível foram preparados para entrar no arquivo para dizer que se sentiam tão mal apoiados que considerou um deles pensou em se matar é horrível . Apoiadores realistas já estão descartando as alegações do casal como uma eficiência. Embora isso pudesse cair efetivamente com um grupo realmente particular de indivíduos na Grã-Bretanha, não há como escapar do terrível segundo que é para um estabelecimento cujo futuro está longe de ser certo assim que sua cabeça atual não estiver bem aqui. A CNN vai lançar rapidamente o Royal News, uma publicação semanal que mostra a você o monitor interno da família real, o que eles estão tanto quanto em público e o que está acontecendo por trás das divisórias do palácio. Inscreva-se aqui mesmo.
Este artigo foi revelado pela primeira vez em local na rede Internet

luann e tom ainda são casados

Categorias: Hollywood Wiki Netflix